31 de março de 2017

– Microagulhamento

O que é exatamente Microagulhamento?
O processo de microagulhamento envolve a utilização de agulhas finíssimas para criar micro-perfurações na epiderme. Esta
estimulação é bastante precisa ao fazer mínimas perfurações pele
que, no seu processo de auto-reparação estimula a produção de
colágeno e elastina. Tecidos novos e saudáveis aparecem nas áreas
afetadas pelo microagulhamento – a pele se rejuvenesce.

Outro fantástico benefício do microagulhamento está na habilidade
de permitir que outros ingredientes que nutrem e estimulam a
produção de colágeno sejam mais eficientemente penetrados na pele
e, assim, afetar as células em níveis mais profundos. Estas
propriedades fazem do microagulhamento um excelente tratamento para
peles envelhecidas e hiperpigmentadas.

Alguns profissionais aplicam o microagulhamento um pouco além das
camadas superficiais da pele, mas esse aprofundamento é considerado
fora do protocolo de tratamento para objetivos estéticos.
Outra aplicação para o microagulhamento que dá ótimos resultados
é com o tratamento de melasma, uma vez que o aquecimento (com
procedimentos de laser) agrava a condição.

No início, as pessoas se assustavam com o nome do tratamento, mas
logo o microagulhamento tornou-se um dos mais populares procedimentos
estéticos para restauração da pele facial. Esta técnica, também
conhecida como ‘terapia de indução de colágeno’, tem um alto
nível de comprovação para melhorar a aparência de linhas finas,
cicatrizes de acne e a aparência geral da pele.

Diversos estudos demonstram a melhora da pele dos pacientes tratados,
com cerca de 60 a 80% de aumento dos níveis de colágeno e elastina,
bem como 40% da espessura da camada espinhosa da pele, ou estrato
celular espinhoso. Com estes resultados, o microagulhamento passou a
ser um divisor de águas para os pacientes.

Ainda que a indicação não seja para todo tipo e/ou problema de
pele, para aqueles que se enquadram no protocolo terapêutico e que
passam pelos cuidados específicos antes, durante e depois do
tratamento, os resultados são excelentes.

DERMAPEN NO TRATAMENTO DAS ESTRIAS BRANCAS

O Dermapen é uma técnica de microagulhamento mais eficaz do os
outros procedimento comparados. O sucesso dessa técnica nas estrias
brancas é que além de ser um procedimento rápido e sem dor ou no
máximo um leve incômodo é que ele causa um processo inflamatório
benéfico que dura muito mais tempo.

Quando “provocamos” o processo inflamatório na pele, estamos
estimulando a produção de colágeno e elastina e essas células são
o que vão “preencher” o espaço das estrias que na verdade é a pele
que chegou no limite da sua elasticidade e se rompeu.

Junto a técnica do Dermapen usamos cremes e séruns geralmente que
contém fatores de crescimento epidermais. Esses cremes usados durante
e após a sessão agem como aceleradores do processo de cicatrização
otimizando muito os resultados.

Após a sessão as estrias ficam vermelhas e com um leve edema
(inchaço) que perdura por 2 a 3 dias. Recomenda-se não expor a área
tratada ao sol durante esse período.

As sessões são feitas com o prazo mínimo entre elas de 21 dias para
respeitar o processo de regeneração da pele. Sendo necessárias
aproximadamente 8 sessões, em alguns casos até menos. E você já
observa melhora a partir da primeira sessão!

Depois de conhecer o Dermapen hoje posso afirmar: Estrias brancas tem
solução sim!!

Entre em Contato